6 de novembro de 2012

ALMA INQUIETA DE MIM...

Na madrugada silenciosa
quando o sono não vem
a alma inquieta dento de mim
percorre um horizonte sem limites..
e solta na escuridão
não estou mais ali
meu pensamento vagueia atrás de ti...
De olhos fechados
corro distancias para ser teu pensamento
e reconhecer você em mim...
Minha alma na tua
refletida como um espelho
não tem explicações..
tudo o que penso é presente
tudo o que sinto vem de dentro..
mas, não importa onde estejas ou
para onde a vida me mande
enquanto tiver sonhos
meu coração será sempre teu.
Nos braços da noite a solidão se agiganta
e as estrelas brincam com a lua partida lá no céu..
o peito se agita quando eu fecho a janela
e a saudade nunca falha com a vida que sempre chega...

5 comentários:

Nós Os Cachorros disse...

Si, adoro as suas poesias...
Me fazem viajar....
Beijosssss

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Suzana,como sempre escrevendo maravilhosamente.Já estou a lhe seguir.
Bjs
Carmen Lúcia

Vera Lúcia disse...


Oi Suzana,

Nos braços da noite tudo se agiganta, principalmente a saudade e a solidão.

Lindo.

Beijo.

Verinha Portella disse...

Oi... Susana!
Maravilhoso Poema.
Ja te sigo.
um carinho
vera portella

Evanir disse...

Querida Amiga.
Demorei mais cheguei já estou seguindo você também li seu lindo poema .
Desejo de todo coração um feliz final de semana beijos,Evanir.